Liturgia Diaria | Acompanhe a Liturgia
Buscar Liturgia:
Liturgia Diária09.02.2014
1º Leitura: Salmo: Evangelho:
Isaías 58,7-10

2º Leitura:

1 Coríntios 2,1-5
Salmos 111, 4 - 5 111, 6 - 7 111, 8 - 8 111, 9 - 9 Mateus 5,13-16
Dia: 09.02.2014
1º Leitura: Isaías 58,7-10

5º DO TEMPO COMUM
(verde, glória, creio - 1ª semana do saltério)

Leitura do livro do profeta Isaías – Assim diz o Senhor: 7É repartir seu alimento com o esfomiado, dar abrigo aos infelizes sem asilo, vestir os maltrapilhos,8Então tua luz surgirá como a aurora, e tuas feridas não tardarão a cicatrizar-se; tua justiça caminhará diante de ti, e a glória do Senhor seguirá na tua retaguarda.9Então às tuas invocações, o Senhor responderá, e a teus gritos dirá: Eis-me aqui! Se expulsares de tua casa toda a opressão, os gestos malévolos e as más conversações;10se deres do teu pão ao faminto, se alimentares os pobres, tua luz levantar-se-á na escuridão, e tua noite resplandecerá como o dia pleno.
- Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: Salmos 111, 4 - 5 111, 6 - 7 111, 8 - 8 111, 9 - 9

Uma luz brilha nas trevas para o justo, / permanece para sempre o bem que fez.

1. Ele é correto, generoso e compassivo, / como luz brilha nas trevas para os justos. / Feliz o homem caridoso e prestativo,/ que resolve seus negócios com justiça. -R.

2.
Porque jamais vacilará o homem reto, / sua lembrança permanece eternamente! / Ele não teme receber notícias más: / confiando em Deus, seu coração está seguro. -R.

3.
Seu coração está tranqüilo e nada teme / Ele reparte com os pobres os seus bens, permanece para sempre o bem que fez / e crescerão a sua glória e seu poder. -R.

2º Leitura: 1 Coríntios 2,1-5

Leitura da primeira carta de são Paulo aos Coríntios - 1Também eu, quando fui ter convosco, irmãos, não fui com o prestígio da eloqüência nem da sabedoria anunciar-vos o testemunho de Deus.2Julguei não dever saber coisa alguma entre vós, senão Jesus Cristo, e Jesus Cristo crucificado.3Eu me apresentei em vosso meio num estado de fraqueza, de desassossego e de temor.4A minha palavra e a minha pregação longe estavam da eloqüência persuasiva da sabedoria; eram, antes, uma demonstração do Espírito e do poder divino,5para que vossa fé não se baseasse na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.
- Palavra do Senhor.

Evangelho: Mateus 5,13-16

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus – Naquele tempo, 13Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens.14Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha15nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa.16Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus.
- Palavra da Salvação

Ver Liturgia de outras Datas

Evangelho
Mateus 25,14-30

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus – Naquele tempo, 14Será também como um homem que, tendo de viajar, reuniu seus servos e lhes confiou seus bens.15A um deu cinco talentos; a outro, dois; e a outro, um, segundo a capacidade de cada um. Depois partiu.16Logo em seguida, o que recebeu cinco talentos negociou com eles; fê-los produzir, e ganhou outros cinco.17Do mesmo modo, o que recebeu dois, ganhou outros dois.18Mas, o que recebeu apenas um, foi cavar a terra e escondeu o dinheiro de seu senhor.19Muito tempo depois, o senhor daqueles servos voltou e pediu-lhes contas.20O que recebeu cinco talentos, aproximou-se e apresentou outros cinco: - Senhor, disse-lhe, confiaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco que ganhei.21Disse-lhe seu senhor: - Muito bem, servo bom e fiel; já que foste fiel no pouco, eu te confiarei muito. Vem regozijar-te com teu senhor.22O que recebeu dois talentos, adiantou-se também e disse: - Senhor, confiaste-me dois talentos; eis aqui os dois outros que lucrei.23Disse-lhe seu senhor: - Muito bem, servo bom e fiel; já que foste fiel no pouco, eu te confiarei muito. Vem regozijar-te com teu senhor.24Veio, por fim, o que recebeu só um talento: - Senhor, disse-lhe, sabia que és um homem duro, que colhes onde não semeaste e recolhes onde não espalhaste.25Por isso, tive medo e fui esconder teu talento na terra. Eis aqui, toma o que te pertence.26Respondeu-lhe seu senhor: - Servo mau e preguiçoso! Sabias que colho onde não semeei e que recolho onde não espalhei.27Devias, pois, levar meu dinheiro ao banco e, à minha volta, eu receberia com os juros o que é meu.28Tirai-lhe este talento e dai-o ao que tem dez.29Dar-se-á ao que tem e terá em abundância. Mas ao que não tem, tirar-se-á mesmo aquilo que julga ter.30E a esse servo inútil, jogai-o nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.
- Palavra da Salvação

Debate com presidenciáveis terá participação de bispos da CNBB

News image

O arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da Conferência Nacional...

Cardeal Damasceno Assis recorda a alegria do Evangelho

News image

“Um convite à alegria. O papa nos deu essa bela exortação”,...

Receba nossa newsletter

 

     

Banner

Banner

Catolicanet - Tel: 55 (0xx) 11 5660-6800
Atendimento disponível das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 17:00hs,
exceto Sábados, Domingos e Feriados.

Sobre a Catolicanet Imprensa Contato Política de Privacidade

2014 - Todos os direitos reservados - www.catolicanet.com.br Desenvolvido por: Grupo O.F.